Como é difícil se livrar de um vampiro...


As inúmeras formas de afastar ou destruir um vampiro aqui apresentadas são todas parte do folclore europeu em sua maioria, o que demonstra que, provavelmente, existem muitas outras em regiões diversas. Isto porque o vampiro não é um ser mítico exclusivo da Europa, existem relatos do aparecimento e do temor destas criaturas em todo o mundo. Desde a antiguidade eles são mencionados, as antigas cidades da Assíria e da Babilônia já relatavam acontecimentos envolvendo estes seres, o folclore judeu menciona Lilith como um demônio vampiro, ela é considerada a primeira mulher de Adão, demonstrando que no folclore, o primeiro homem surgiu junto com o primeiro vampiro. 
Os vampiros ocidentais dos livros e do cinema são todos baseados no folclore europeu, consequentemente a forma de livrar-se deles também. Algumas práticas, como as sementes foram esquecidas sendo retomadas muito rapidamente, outras como a estaca e o alho permanecem no imaginário tornando-se parte do armamento anti vampiro básico para quem teme estas criaturas, porém vale lembrar que para os vampiros de nossos tempos modernos, crucifixos ou qualquer outro símbolo religioso não terão o menor efeito, deixando claro, mais uma vez, sua mais impressionante característica: a adaptação seja às sociedades, aos costumes ou ao tempo. Ele permanece sempre atento às mudanças do mundo em que vive e, para isto, como dizem os vampiros de Vianco, tem que se tornar “uma garça, entre as garças”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário